Mãe é presa por acorrentar filha de 15 anos por ela ‘comer muito’, diz PM

Corrente e cadeados que eram usados para acorrentar adolescente de 15 anos

Uma adolescente de 15 anos foi resgatada pela Polícia Militar após ser encontrada acorrentada a uma janela na casa onde vive com a família, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. A mãe dela, de 41 anos, e o padrasto, de 50, foram presos por tortura e violência doméstica na última segunda-feira (4).

Segundo a Polícia Militar, após uma denúncia anônima, policiais do 3º Batalhão foram até a casa da família, no bairro Ipiranga. Ao chegarem no local, os policiais encontraram a adolescente no quintal da residência com uma corrente presa à perna e à janela da casa.

Ainda segundo a ocorrência, a chave do cadeado estava com o padrasto da garota. Ao questionar o casal sobre a situação, a mãe teria relatado aos policiais que mantinha a filha naquela situação porque ela ‘comia muito’, roubava alimentos do armário e para evitar que a garota se matasse. Segundo ela, a filha já teria tentado cometer suicídio.

No entanto, a adolescente contou outra versão sobre o caso. Aos policiais, a menina disse que era agredida fisica e verbalmente pela mãe e o padrasto desde os nove anos e que precisava furtar alimentos da residência para poder se alimentar. Sobre estar acorrentada, ela relatou que não era algo que acontecia com frequência.

A adolescente tinha marcas de sangue pelo corpo e diversas escoriações. Ela foi retirada da corrente e encaminhada para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Posteriormente ela foi transferida para o Hospital das Clínicas, onde foi constatado que ela teve um traumatismo craniano. A menina segue internada e seu estado de saúde, segundo o Conselho Tutelar, é estável.

A adolescente está sobre os cuidados do Conselho Tutelar, que tenta localizar algum familiar que possa assumir os cuidados com a menor. Caso isso não aconteça, ela será encaminhada para um abrigo.

A mãe e o padrasto foram presos em flagrante e, após passar por audiência de custódia ontem, tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça. A mãe foi encaminhada para a Cadeia de Franca e o padrasto para a Cadeia de Santa Rosa de Viterbo.

A reportagem do UOL ainda não conseguiu identificar a defesa do casal. O espaço segue aberto para manifestação.

Vídeo flagra agressão Após a prisão do casal, um vídeo mostrando o padrasto agredindo a adolescente com um pedaço de maneira foi entregue à polícia.

Nas imagens às quais o UOL teve acesso e optou por não divulgar, dado o conteúdo, é possível ver a mulher empurrando a filha. Em seguida, o padrasto bate na garota com um objeto que parece ser um pedaço de madeira. Enquanto isso, a mãe fica próximo e observa a garota ser agredida.

À polícia, vizinhos relataram que as agressões eram frequentes.

Com Uol

Cobertura FontePB

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias da Paraíba, do Brasil e do mundo? Siga o FontePB nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!