Avião de empresário de SC que desapareceu na Argentina não teve localizador de emergência ativado

Antônio Ramos e Mário Pinho — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O equipamento que auxiliaria na localização da aeronave do empresário catarinense que desapareceu na Argentina na quarta-feira (6) não foi ativado até as 7h50 desta quinta-feira (7). A informação foi confirmada pela Empresa Argentina de Navegação Aérea (EANA), órgão que controla o trânsito de aviões no país.

O avião pertence ao empresário da construção civil de Florianópolis, Antônio Carlos Castro Ramos. Além dele, que estava pilotando, estavam na aeronave o advogado Mário Pinho e o médico Gian Carlos Nercolini (leia mais abaixo).

O aparelho é um transmissor de localização de emergência (ELT, na sigla em inglês), que costuma ser acionado pelo impacto de uma eventual queda de aeronaves. Ele também pode ser ativado manualmente pelo piloto.

Cobertura FontePB

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias da Paraíba, do Brasil e do mundo? Siga o FontePB nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!